Exposições Temporárias



Coleção Eduardo Afonso Dias


Livro sobre o MUDE editado pela Scala Publishers

Acaba de ser publicado em conjunto com a Scala Arts & Heritage Publishers Ltd um livro sobre o MUDE- Museu do Design e da Moda, Coleção Francisco Capelo, com ensaio de Bárbara Coutinho, profusamente ilustrado e muito material inédito. Esta publicação, disponível em português e inglês, traça a história do edifício, dá a conhecer a Coleção Francisco Capelo e o conceito museológico do MUDE desde 2009, colocando em evidência o modo como cada exposição tem vindo a ser desenhada como uma encenação, criada a partir dos objetos selecionados, do espaço descarnado e do campo aberto deixado para a subjetividade de cada visitante. A publicação termina com a antevisão das obras a realizar para que o público tenha acesso aos pisos ainda encerrados. Agradecemos a todos os que colaboraram nesta publicação, a todas as instituições, colecionadores, designers, curadores, arquitetos, artistas e fornecedores que colaboraram com o museu desde 2009, em especial aos autores e entidades que gentilmente cederam fotografias, plantas, textos e desenhos:

Arquivo Histórico do BNU e Gabinete do Património Histórico da Caixa Geral de Depósitos
Arquivo Fotográfico da Câmara Municipal de Lisboa
Fundação Calouste Gulbenkian - Biblioteca de Arte
António Viana
Dani Admiss
Frederico Valsassina Arquitectos
Fernando Guerra
José Manuel Castanheira
José Dominguez Vieira (PH3)
Luís Miguel Saraiva
Mariano Piçarra
Olga Sanina & Marcelo Dantas Arquitectos
RCJV Arquitectos - Ricardo Carvalho & Joana Vilhena
SAMI Arquitectos (Inês Vieira da Silva, MIguel Vieira)
Trienal de Arquitectura / João Inácio

O catálogo está à venda no mude e tem distribuição internacional pela Scala Arts & Heritage Publishers Ltd

X


IKEA Portugal celebra os seus 10 anos no MUDE

O MUDE recebe a IKEA Portugal, ao abrigo da parceria entre as duas instituições, para a celebração dos 10 anos da marca sueca em Portugal. O ponto de partida desta proposta IKEA é o resultado dos estudos de público realizados ao longo desta década e que podem contribuir para o retrato do modo como os portugueses vivem a sua habitação. 

"A vida em casa é igual em todo o mundo. As pessoas têm exatamente os mesmos sonhos e necessidades. Em todo o lado, as pessoas comem, dormem, convivem, tomam banho, vestem-se, cozinham e precisam de muito espaço, entre outras coisas, para arrumação. No entanto, ao mesmo tempo, a vida em casa é algo muito característico de cada cultura. Os nosso sonhos, ideias, necessidades diárias são um reflexo de quem somos e de como vivemos em casa e em sociedade. Para perceber melhor os portugueses, a IKEA tem vindo a reunir factos, estudos e dados estatísticos sobre como vivem as pessoas, em concreto nas áreas do Grande Porto, Grande Lisboa e Algarve. Em 10 anos, a IKEA visitou centenas de casas de famílias portuguesas, de norte a sul do país, de modo a poder conhecer os seus hábitos em casa, e assim conseguir criar um melhor dia-a-dia para a maioria das pessoas" (IKEA).

30 de outubro a 30 de novembro | Piso 2 (salas do Governador)

 


Zeitgeist - Primeira exposição online

Primeira exposição online realizada a partir de um exercício proposto aos alunos da disciplina "História e Crítica do Design II" da FBAUL, lecionada por Frederico Duarte