PT EN

Projeto e obra


Neste momento decorrerm as obras de reabilitação do edificio do MUDE.

O estado ‘em bruto’ em que o edifício se encontrava é a imagem de marca a manter. Neste pressuposto, a intervenção é mínima e pretende enfatizar, por contraste, o programa funcional, inserindo-o num cenário despojado. Os grandes objetivos são criar uma acessibilidade e circulação fluida e segura às várias áreas do museu e retirar quaisquer barreiras arquitetónicas para portadores de deficiências físicas, O projeto pretende reforçar a identidade arquitetónica singular, preservando os elementos fundamentais do projeto de Tertuliano Marques e Cristino da Silva. No futuro, o piso térreo receberá uma ampla loja dedicada, em especial, ao design português e ibero-americano, para além da receção e bilheteira. Na cave, mantém-se a sala dos cofres de aluguer como área expositiva. A exposição de longa duração subirá para o terceiro piso, enquanto os primeiro, segundo, quarto e quinto pisos destinam-se a exposições temporárias, centro de documentação, oficinas educativas, salas de ensaio, residências para designers, auditório e respetivas áreas de apoio, cafetaria, salas de eventos e reservas de moda e design, estas últimas parcialmente visíveis e visitáveis. Por último, no sexto piso, projeta-se um restaurante/esplanada que, uma vez aberto, tornar-se-á num local obrigatório de Lisboa e num cartão de visita da cidade. As galerias expositivas em open space permitem espaços polivalentes, modelares e flexíveis de modo a continuar a explorar diferentes encenações.

Veja o projeto:
p arq mude(1).pdf